domingo, 16 de dezembro de 2007

EPTV CAMPINAS



CATEGORIA: Rede Regional de Televisão

NOME MAIS CONHECIDO: EPTV

ALCANCE: regional - (nacional e internacional - via Rede Globo)


PORTE: medio porte


HISTÓRIA: A EPTV - sigla de Emissoras Pioneiras de Televisão, que nasceu Empresa Paulista de Televisão foi a primeira empresa do grupo. A TV CAMPINAS, inaugurada em 01 de outubro de 1979. De Campinas partiu para Ribeirão Preto, São Carlos e Varginha (Sul de Minas Gerais). Revelou rostos nacionais como Renata Ceribelli, Ilze Scamparini, Heraldo Pereira, Valéria Monteiro, Nelson Araújo, José Luiz Datena e Oliveira Andrade. Entre os fatores que colocam a EPTV como uma das principais emissoras afiliadas da Rede Globo, está, além da tecnologia de ponta e equipe qualificada, a produção própria exibida em todo quase todo o Brasil, através de outras dezenas de afiliadas da Rede e seus documentários, sucessos de audiência e exportados para vários países do mundo. A EPTV é uma das obras de José Bonifácio Coutinho Nogueira (ex-presidente da TV CULTURA SP. - falecido em 2002) Atualmente é comandada pelos filhos, José Bonifácio Coutinho Nogueira Filho, o Boni, de 55 anos, e Antonio Carlos Coutinho Nogueira, o Toni, de 42 anos. A emissora cobre 50 municípios, atingindo 1.114.589 domicílios com TV e uma população de 3.914.399 habitantes.

LOCALIZAÇÃO: Rua Regina Nogueira, 120 em prédio próprio e com a torre e transmissor no local. É a parte alta da cidade de Campinas na divisa com a cidade de Valinhos.

ÁREA DE TRABALHO: jornalismo, produção de programas regionais e produção comercial.


PÓS E CONTRAS: Campinas sem dúvida é a "cabeça de rede regional" da emissora e onde ficam os donos, portanto um lugar ideal para se começar a trabalhar. Na hierarquia de importância EPTV Ribeirão vem em segundo lugar. Como toda afiliada "pendurada" na programação da REDE GLOBO a estrutura é muito boa, o Jornal Regional é bem assistido e tem credibilidade. Quanto aos salários é o melhor da cidade na área de televisão. Para as vagas de op. de câmera ou rep. cinematográfico é difícil entrar, a maioria dos cinegrafistas são "dinossaurus" na área e só saem de lá se aposentando. Quando surge vagas, eles costumam promover "gente da casa". Para repórteres e apresentadores (jornalistas), o caminho é mais fácil, mas pela proximidade com São Paulo a EPTV acaba sendo uma TV Escola, onde os profissionais que mais se destacam usam a EPTV como "trampolim" para vir para São Paulo, na Globo é claro ! Mas no geral, é uma boa rede para se trabalhar e valoriza o curriculum, A EPTV tem nome no mercado !


AVALIAÇÃO: nota 10 (dez)

AMBIENTE DE TRABALHO: 3 estrelas


sábado, 15 de dezembro de 2007

TABELA DE SALÁRIOS - SEU DINHEIRO


VALOR REFERÊNCIA: SÃO PAULO - Capital

IMPORTANTE: o salário/diária do rep. cinematográfico é maior que do op. de câmera, pois ambos fazem parte de categorias diferentes (um é jornalista e o outro radialista).
Os valores divulgados são baseados em média variáveis e serão corrigidos regularmente.

CLT - consolidação das leis do trabalho - código de trabalho em vigência hoje no Brasil, toda legislação trabalhista é baseada neste código.

SAIBA NEGOCIAR SEU SALÁRIO, VOCÊ É MÃO-DE-OBRA ESPECIALIZADA!

OPERADOR DE CÂMERA UPE (externa) COM CARTEIRA ASSINADA - CLT
salário médio mensal de R$ 1.900 reais à R$ 2.400 reais - carga horária de radialista: 6h. - PASSOU DISTO É HORA EXTRA

OPERADOR DE CÂMERA (estúdio) COM CARTEIRA ASSINADA - CLT
salário médio mensal de R$ 1.600 reais à R$ 2.200 - carga horária de radialista: 6h. - PASSOU DISTO É HORA EXTRA

OBSERVE: que o salário mensal do frila fixo costuma ser maior do que o profissional registrado pois não há os encargos para a empresa.

OPERADOR DE CÂMERA UPE e ESTÚDIO - FREE-LANCER FIXO
salário médio mensal de R$ 1.800 à R$ 2.800 reais - carga horária de radialista: 6h.

OPERADOR DE CÂMERA (estúdio/externa) FREE-LANCER CASUAL
diária média - mínimo R$ 250 reais à R$ 400 reais
carga horária de 10h./dia o máximo - PASSOU DISTO COBRE DUAS DIÁRIAS

Porque 10 horas e não 6 horas/dia? - Porque a pessoa que te contrata está te pagando uma diária e ela geralmente não aceita você trabalhar só seis horas, então ela estica para 10 horas - mas não deixe passar disto, fique atento !!
Mas as Redes de Tv sérias respeitam a carga horária de 6h/dia radialista e 7h/dia jornalista - Ex: Rede Globo em São Paulo

REPÓRTER CINEMATOGRÁFICO - COM CARTEIRA ASSINADA
salário médio mensal de R$ 3.200 reais - carga horária de jornalista: 5h. mais 2h. perfazendo 7h./dia - Na TV Globo em São Paulo há RC ganhando R$ 15 mil reais, mas é uma galera "das antigas", quando se aposentarem estes patamares de salário acabam.

REPÓRTER CINEMATOGRÁFICO - FREE-LANCER FIXO
salário médio mensal R$ 3.200 reais - carga horária de jornalista: 5h. mais 2h. perfazendo 7h./dia

REPÓRTER CINEMATOGRÁFICO - FREE-LANCER CASUAL
diária média R$ 370 reais - Referência: TV GLOBO SP. - carga horária de jornalista: 5h. mais 2h. perfazendo 7h./dia

QUANTO PAGA UM REALITY SHOW? No caso do "A Fazenda" da Record, o Operador de Câmera estava recebendo por mês R$ 4.200 (quatro mil e duzentos reais), por seis horas diárias, um dia de folga semanal, vale transporte e mais ticket de R$ 6,00 por refeição. (fonte: holerith de profissionais que trabalharam lá)

PS: participe, enviando sugestões e correções, obrigado.

ATUALIZADO EM: ABRIL DE 2010

ARMADILHAS E ARAPUCAS

FIQUE ATENTO !! Todos nós precisamos trabalhar, mas é preciso muito cuidado com "produtoras de vídeo" e "canais alternativos de televisão à cabo", que constituem em verdadeiras armadilhas para o profissional RADILISTA e JORNALISTA. Essas "pseudo empresas" não respeitam:

CARGA HORÁRIA, ACUMULAM FUNÇÕES, PAGAM DIÁRIAS DEFASADAS, NÃO PAGAM VERBA DE ALIMENTAÇÃO, COLOCAM PESSOAS PARA TRABALHAR SEM O DRT, e vai por aí afora....

LEMBRE-SE: Fazemos parte de profissões regulamentadas por lei, tanto para Radialistas (op. de câmera) e Jornalistas (rep. cinematográfico)

EM SÃO PAULO (capital) TEM MUITAS EMPRESAS NESTA CATEGORIA, PARA QUEM TRABALHA NO INTERIOR DE SP. E OUTROS ESTADOS DO BRASIL, FIQUE ATENTO E SE POSSÍVEL DENUNCIE NESTE BLOG, obrigado!

domingo, 9 de dezembro de 2007

REDE RECORD



CATEGORIA: Rede de Televisão

NOME MAIS CONHECIDO: TV Record

ALCANCE: nacional e internacional

PORTE: grande porte

HISTÓRIA: A Rede Record de Televisão é uma emissora de canal aberto fundada por Paulo Machado de Carvalho em 1953. A partir da década de 90 ela passou a pertencer ao grupo da Igreja Universal do Reino de Deus do pastor Edir Macedo Bezerra. Em fevereiro de 2007, segundo as medições de audiência do Ibope, a Record assume a vice-liderança em São Paulo ao passar o SBT na média do mês. Segundo o vice-presidente comercial da emissora, Walter Zagari, a meta é chegar à primeira colocação em 2009.

LOCALIZAÇÃO: Bairro da Barra Funda em São Paulo, próximo do terminal de ônibus, trem e metrô da Barra Funda - Rua da Várzea - A localização da sede da emissora é bem localizada, porém em períodos de chuva prolongada, área em volta da emissora fica inundada. Possui núcleo de teledramaturgia sediado no bairro de Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, conhecido como RecNov e um recente canal de notícias (Record News), que funciona em São Paulo (coordenação).


ÁREA DE TRABALHO: Central de Jornalismo, matérias para o jornalismo local (telejornais), esporte, Record News, além de inúmeros estúdios com diversos programas ao vivo.

PÓS E CONTRAS: Como toda grande emissora é bom de se trabalhar na Record pela estrutura que ela oferece. Os equipamentos são de ponta, novos e bem conservados. Na sede há restaurante e lanchonete que oferecem boa alimentação. Porém a grande dificuldade da Record é decidir se é uma emissora ou uma igreja. Internamente há uma mistura de postura com relação à isto, para quem pertence aos quadros da IURD, toda regalia e oportunidades, para o profissional que não é da igreja, há bem menos espaço. Os salários pagos são bons na média, mas a prática horrorosa de contratar profissionais com personalidade jurídica é muito usado por lá (caso de jornalistas). Faxineiros, motoristas, seguranças, secretárias e muitos assistentes e operadores de câmera são quase a totalidade da IURD. Nada contra isto, até porque eles são os donos da emissora e devem favorecer o povo da IURD. O problema é a falta de identidade na emissora que isto acarreta.

AVALIAÇÃO: nota 08 (oito)

AMBIENTE DE TRABALHO: 3 estrelas